quinta-feira, 21 set 2017
Administração

O jovem bárbaro

“Meu personagem era um rapaz de aproximadamente 18 anos, andava num lugar que parecia uma feira ao ar livre em um vilarejo primitivo; era dia e as pessoas que estavam lá se vestiam de peles e pareciam não ter nenhum cuidado com a higiene, eram sujas e descabelados, zanzavam e trocavam coisas ali.neolitico Naquele local vi uma jovem que achou muito bonita e que me chamou a atenção. Imediatamente me enamorei dela, mas logo descobriu que sua família não me permitiria nenhum contato, aparentemente seu clã não queria nenhum envolvimento comigo.

Aquilo me deixou com muita raiva e então decidi abandonar a aldeia, pensava que, se as coisas não eram como eu queria, então iria sumir do mundo. Longe dali, num vale afastado da aldeia, construí uma choupana  perto de um lago, passei a viver lá, sozinho, caçando e pescando. Poucos anos depois aquela aldeia em que vivia foi atacada por salteadores, eles andavam a cavalo destruindo tudo e matando todas as pessoas que atravessavam seu caminho. Findaram me alcançando no lugar em que eu morava também e, quando cruzaram comigo, um dos homens me atacou com um golpe de clava na cabeça e me matou imediatamente. minha vida de solidão acabou ali. Logo depois da morte pensei que o que ocorreu não era justo, eu não tinha mais nada a ver com o mundo, a aldeia ou os seus problemas, senti muita raiva de novo, por me achar injustiçado. Findei aprendendo que não adianta se isolar do mundo pois ele sempre nos alcança”.

Depois da regressão pensei em como são as coisas, naquela época eu quis me afastar de tudo e todos para não ser importunado, achando que assim não sofreria mais, mas o sofrimento e a morte findaram me encontrando, ainda muito jovem, e perdi a vida, da qual ficaram apenas as lições.


2 Comentários

  1. Can easily some sort of client make an attempt to adjust his or her pe

  2. Cover Promote Index Cover market place index would be the index affect

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

VÍDEOS

YouTube responded to TubePress with an HTTP 410 - No longer available

CONSULTAS EM MANAUS