sábado, 17 nov 2018
Administração

Ilusões

Entre as diversas coisas que podem nos atrapalhar a vida uma em especial merece nossa atenção, a tendência que muitos de nós temos em nos apegar a ilusões, aqueles sonhos que alimentamos e que nos fazem perder tempo e oportunidades preciosas no mundo real. Seja por medo, ou até vaidade, muitos desejam fugir das agruras do mundo ou se ver em papéis de destaque que supõe ser aquilo que merecem; se enredam em seus próprios labirintos, e, perdidos em meio à suas fantasias e devaneios se alienam do mundo real, com o qual, normalmente, tem imensas dificuldades em lidar.

O mundo realmente tem suas dificuldades e parece muitas vezes estar contra nossos propósitos e desejos, nos mostrando duramente que não iremos ter sucesso em nossas buscas; seja por uma família feliz, uma carreira de sucesso ou ainda um reconhecimento de nossas capacidades, a nosso ver tão óbvias. Meras ilusões de conquista que muitas vezes não se alicerçam em conquistas verdadeiras, seja por sobre os obstáculos do mundo tanto quanto sobre nossas próprias fraquezas; assim, muitas vezes, ficamos atrelados aquelas ilusões na expectativa de que venham um dia a se concretizar, sem que façamos um esforço verdadeiro em busca de conquista-las.

Fosse o mundo um mero campo de idéias aonde pudéssemos criar tudo aquilo que nos povoa a mente talvez estivéssemos certos em fantasiar, mas o mundo em que vivemos não é assim; é um mundo de durezas e concretude, cheio de decepções e tristezas aos desatentos e armadilhas aos incautos. Tivéssemos mais coragem de enfrenta-lo de certeza não necessitaríamos nos esconder por trás das ilusões. Essa talvez seja a palavra chave desse distúrbio inclassificado nos anais da psicologia, a coragem; coragem para enfrentar o mundo e sobreviver a ele, mesmo quando nos golpeie com a força que derrubaria um castelo, e talvez seja isso o que necessitamos, um golpe que desfaça o castelo de nossas ilusões, tão prejudiciais na sua aparente sutileza.3221

Cura para isso? Existe, ela reside na vontade de nos despir de nossas tolas ilusões de grandeza ou de fuga da realidade, enfrentando o mundo tal qual ele se apresente a nós, sem disfarces para nossas fragilidades, das quais que nosso orgulho tanto se envergonha em mostrar, ao mesmo tempo em que vistamos a armadura de nossas qualidades, eventualmente até poucas, mas  que fazem parte de nós, essas coisas bastam para que vençamos a covardia de olhar a nós mesmos e o mundo como somos, e assim tenhamos a real medida do que precisamos enfrentar e fazer.

Temos que ter fé, acreditarmos que não estamos aqui para sucumbir, e sim para vencer, e que as dificuldades do mundo não são superiores a nós mesmos. Assim venceremos no mundo real, e as ilusões cessarão, sem lugar mais para habitar nossa mente.

Related Posts with Thumbnails
Palavras-chave:

1 Comentário

  1. Lindas palavras.

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

VÍDEOS

YouTube responded to TubePress with an HTTP 410 - No longer available

CONSULTAS EM MANAUS