terça-feira, 28 jun 2022
Administração

Mudar

Eu poderia ter mudado o mundo Pai,

Mas descobri que primeiro teria que mudar a mim mesmo.

Poderia então Pai, ter transformado as coisas e ajudado as pessoas,

Mas soube que antes tinha que superar minhas próprias fraquezas me transformando em alguém melhor.

Tive a ideia então amado Pai, de fazer uma coisa diferente, e reformar o que estava errado,

E descobri que o mais defeituoso era o meu próprio coração e eu era igual a muitos,

Assumi então a missão de me esforçar e superar todas as minhas dificuldades,

E me vi frente ao inimigo mais difícil em meu caminho, eu mesmo.

Achei então que teria forças para vencer a tudo e a todos,

E me vi desnudo de minha prepotência ante as forças do mundo,

Desejei então apenas sabedoria, para entender o mundo e as pessoas,

E aprendi que o melhor momento para isso foi quando resolvi me calar e aceitar as coisas.

Cansado então quis parar, afinal não tinha como mudar nada,

Aí comecei a ver que estava finalmente conseguindo o que tanto queria,

Fazer alguma diferença no mundo e para as pessoas,

E me tornando mais humilde, finalmente, mudei.

Soube que a partir daí nada mais seria como o fora antes,

E preparado então para a nova caminhada, olhei para o céu, pedindo a Deus

Que me desse tempo,

E ele calou-se, me fazendo entender,images (1)

Que eu teria o tempo, que eu mesmo me daria

Porque na eternidade meu espírito não encontraria ,

Melhor momento, para tanta alegria,

E que afinal nada mais me bastaria ,

Do que estar repleto de mim mesmo.

E só aí então, doar de qualquer coisa, eu poderia.

 

 

Related Posts with Thumbnails
Palavras-chave:,

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

CONSULTAS EM MANAUS