sexta-feira, 23 ago 2019
Administração

Vidas por meus olhos

Por meus olhos vidas se passaram,

E todas se acabaram,

Algumas em mim,

Todas por fim.

E eu que não sabia,poesia

Nem tampouco me arrependia,

Pude enfim compreender que,

Do que havia feito, ou fazia.

Só tive até então a vida vazia.

E meu espírito ansioso de ascender

Subir, desobscurecer…

Para enfim aprender

Que ajudando ao próximo estava, enfim,

Chegando ao destino

E ao compreender

O sentido final

Do que é o existir,

Da beleza da vida, do mundo, de mim,

Do tudo e do nada

Qual uma escada, que se chega ao fim.

E assim, cheio de alegria

Descobri que a maior sabedoria está

Em dar mais do que receber,

Em ceder mais do que se ater,

Em amar mais do que querer,

Em apenas viver, sem saber porque.

E assim continuo meus dias

Nesse longo caminho

Que é só meu

Sem descanso, fim ou parada

Arando o pedaço de campo

Que Deus me deu.

 

Related Posts with Thumbnails
Palavras-chave:,

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

CONSULTAS EM MANAUS