segunda-feira, 03 out 2022
Administração

Escamas

“E logo lhe caíram dos olhos como que escamas e recuperou a vista” – Atos, 9:18

Esta frase bíblica, relato da conversão de Paulo de Tarso ao cristianismo com profundo significado simbólico, me inspirou esta semana e escrever sobre uma coisa que já aconteceu comigo e acontece com muitas pessoas todos os dias. Dos sentidos que temos a visão de certeza é o mais caro, é por ela que podemos perceber o mundo e as pessoas, mesmo à distância; pelos olhos estimularam-se poetas e artistas em todas as épocas e por sua perda lamentaram-se homens que emocionaram seus confrades com sua dor; por isso ela é tão representativa, principalmente quando nos referimos à algum rumo ou caminho pelo qual temos seguido. Neste caso é o de não se ver o que é óbvio e deixar de perceber o que está claramente à nossa vista, enfim, estarmos cegos à coisas que tem enorme capacidade e potencial de nos fazer sofrer e aos outros também.

Durante muito tempo em minha vida achei que certas coisas e determinados valores eram os que me poderiam me fazer felizes, notei que assim como eu muitas pessoas tem durante sua vida a crenças arraigadas em algo como se estes fossem a verdade da vida ou de que seu modo de ser pode ser o melhor caminho para chegar-se à felicidade; grande engano. Somente com a maturidade, os sofrimentos, os erros, as culpas, remorsos e reparações, pude começar a perder minhas próprias “escamas” e passar a enxergar melhor o que tenho tido, vivido, ganhado e perdido em minha vida, e não é sem surpresa que me pego vendo claramente coisas que até bem pouco tempo atrás não conseguia sequer suspeitar.olhos com escamas

Me peguei tempos atrás seguindo perseguindo falsos valores e quimeras, terminando cansado de me esforçar por correr atrás do inalcançável, quando o que precisava já estava ao meu lado de muito, e chorei por dentro, pelo tempo e energia perdidos, pelos membros doloridos, pelas forças que desperdicei, quando os bens mais preciosos me foram dados sem muito esforço, exigindo apenas meu reconhecimento e cuidado. Não percebi que tinha escamas em meus olhos também, até as minhas caírem, habituado que estava a ve-las nos olhos alheios. 

O que percebi é que à medida que nos entregamos às nossas más tendências e viciações essas “escamas” vão aumentando e crescendo, alimentando-se de nossas fraquezas, vedando nossa sensibilidade às coisas mais nobres e espiritualizadas e nos afastando de Deus, como foi o caso de Paulo, cego por suas crenças e preconceitos de raça e religião. Dessa forma podemos ficar por tempo demais perdidos em caminhos que não me levavam à nada, andando em círculos.

Livrar-se dessas escamas não se faz sem esforço, às vezes temos que arranca-las à força e dolorosamente, sangrando e marcando nossa alma com a cicatriz da ferida que se foi, mas no fim isso vai ser saudável e bom, pois senão descobriríamos muito tarde que perdemos mais uma vida, como já perdemos várias. Outras vezes as escamas caem de nossos olhos sozinhas, por força do aprendizado da vida, de um sofrimento excruciante ou da fé, como se perdessem as raízes e o sentido de estarem lá, simplesmente deixam-se soltar e nossa alma se ilumina, recebendo de Deus suas bênçãos e percebendo toda a beleza do mundo.

Mas não se engane, as escamas que se foram podem voltar, é necessária vigilância constante e abdicar de antigos vícios para  não se deixar cegar novamente, para que não nos percamos do melhor caminho e enxerguemos sempre bem aonde queremos chegar, isso tem que ser uma opção consciente e racional, pelo que é melhor para nossa vida e nos deixe prenhes de realização.

 

Related Posts with Thumbnails
Palavras-chave:, , , ,

1 Comentário

  1. Essa noite 12/06/2022 para 13/06/2022 tive um sonho onde eu estava entrando em casas, e no fundo de uma casa havia uma espécie de casulo, eu entrei no casulo, e dentro dele vinha uma criatura com olhos de escama me atacar e eu acordei. Fui no banheiro após acordar, voltei a dormir, e novamente o mesmo sonho sendo atacado pelos olhos de escama. Sinto que esse texto foi feito pra mim, acho que o meu espírito está tentando levar luz para minha parte mais sombria

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

CONSULTAS EM MANAUS