domingo, 25 ago 2019
Administração

Despedida

Ontem foi um dia triste pra mim, fui ao enterro de uma grande amiga que se foi, após sofrer dois anos por conta de um AVC. Esse período foi de muito sofrimento com ela presa a uma cama, traqueostomizada e sem controle de seus movimentos, mas o pior de tudo é que ainda tinha um bom nível de consciência, o que aumentava seu sofrimento.

Escrevi essas linhas como uma homenagem a um ser humano especial, que já tinha passado por muitas coisas nos seus quase 70 anos de vida e ao final vivia para ajudar os outros. Como seu nome já dizia dela, Terezinha de Jesus, era alguém em que realmente as palavras do Mestre se concretizavam; dona de uma espiritualidade muito desenvolvida e sem preconceitos, tinha uma crença maior em Deus, mas compartilhava com qualquer um de sua fé. Tinha um parceiro, Kaká, que cuidou dela até o último momento e teve a honra de dividir com ela as últimas duas décadas e que sofreu em silêncio com sua partida, de forma muito digna.

Sua despedida se fez numa tarde linda, fresca, de sol brilhante, num cemitério antigo que tem árvores frondosas, sepulcros bonitos e cães vadios e simpáticos que acompanharam a cerimônia em meio a todos os que estavam ali. Inclusive um me chamou a atenção, pelo carinho com que se aproximava das pessoas, parecendo conforta-lãs em meio a dor.  Sempre achei que uma das expressões de Deus no mundo é através dos bichos, que na sua inocência conseguem transmitir muitas vezes uma sensibilidade e um conforto que traz paz e acalma as dores de quem sofre, e esse vira-latas negro que perambulava em meio a nós transmitia isso.

Terezinha compartilhava comigo, e mais uma turma de amigos, da consciência e da fé que a vida não se encerra numa existência, e que sempre estamos prontos para recomeçar uma outra vida corrigindo erros e aprendendo com o passado, e que temos que trabalhar incessantemente por nós e por todos aqueles a quem pudermos estender a mão. Mas talvez a lição mais importante que aprendi com ela foi dar valor aquilo que muitas vezes não entendemos, ou não está muito claro, comigo foi assim. Ao conhece-la notei que era uma pessoa de muito poucos recursos intelectuais, simplória mesmo, com muita dificuldade de entender mesmo lições das mais simples no curso que fazíamos; com o tempo e conquistado pelo seu afeto, pude descobrir ao final, que aquele ser, que de início parecia não ter nada a dar, me deu uma das mais lindas lições de vida que jamais tive; a de como o amor e  a amizade verdadeiras podem fornecer muito mais do que qualquer coisa aparentemente lhes seja superior. Esta lição levarei para toda a vida.

Durante o enterro o farfalhar do vento nas árvores, sussurrava uma prece divina como se a natureza recebesse em seus braços de volta uma irmã querida, que veio a esse mundo para viver, sorrir e sofrer a sua cota de existência, mas que estava na hora de descansar por algum tempo, quando o caixão desceu à terra, o vento a as árvores silenciaram, como que fazendo um respeitoso silêncio por quem tão bem aceitou e seguiu as leis divinas neste mundo; foi uma despedida breve e linda.

Vá com Deus querida amiga, espero lhe encontrar em breve, sadia,IMG_0283[2] completa e feliz, tenha certeza de que você cumpriu muito bem sua tarefa aqui e fez com que nós, e todos com quem  compartilhou sua companhia, crescessem um pouco em nossa fé e espiritualidade. Um beijo carinhoso de seu amigo, a quem você tanto amava de forma gratuita e desinteressada, talvez vendo qualidades que nem eu mesmo sei se tenho.

Related Posts with Thumbnails
Palavras-chave:, , , ,

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

CONSULTAS EM MANAUS