quinta-feira, 21 nov 2019
Administração

Sentir e pensar

Atendendo uma paciente em uma sessão de apoio hoje, logo depois de uma regressão, tive de lhe explicar algo que faço questão de dividir com meus leitores, pois explica muitas formas de pensar errôneas e disfuncionais, que nos prejudicam vida afora. Ela é psicóloga, logo, tem um raciocínio analítico sobre suas próprias dificuldades psíquicas e emocionais, e dividindo comigo suas angústias, se queixou que não conseguia entender porque sua razão não conseguia resolver seus problemas e angústias internas. Por mais que pensasse e repensasse sua situação, até sabendo de onde surgem suas dificuldades, não consegue se livrar delas.

razão e emoçãoEm anotações de sessões anteriores localizei palavras ditas por ela mesma em queixas que utilizei para esclarece-la sobre o que precisava entender, que é o seguinte:

A chave para o nosso inconsciente passa pelos nossos sentimentos e emoções, só que esse mesmo inconsciente é inacessível à razão, então por mais que se tente nosso mundo interior permanecerá fechado à qualquer tentativa de abordagem racional. Somente em situações catárticas, ou onde se entre em contato com sentimentos de muito guardados, podemos purgar essas emoções mal resolvidas ou gravadas a ferro e fogo em nosso interior. Feito cicatrizes impressas em nosso espírito essas memórias só se curam após períodos de dessensibilizarão quando entramos em contato novamente com os fatores que causaram esses traumas. Enquanto isso não acontece esses pacientes sofrem de fobias diversas, melancolia e outras patologias do espírito e da psique. Quando entramos em contato novamente com aquelas coisas que nos afetaram negativamente no passado nossa mente parece desincompatibilizar-se com eles e se livra do que estava impresso em nosso inconsciente.

Esse é o mesmo princípio, que norteou a psicanálise e se mostrou extremamente eficiente ao longo das últimas décadas. A diferença da Terapia de Vidas Passadas para as abordagens mais ortodoxas é que, usando do mesmo princípio de botar o paciente em contato com o que originou seu sofrimento, admite que estes podem ter se originado de vidas pregressas.

Engana-se quem acha que apenas a razão e a cognição vão conseguir resolver seus problemas íntimos, como minha paciente, só que problemas nesse nível não se resolvem espontaneamente ou por algum meio de concentração ou treino consciente. Somente com o coração teremos acesso aquelas situações que nos envolveram em dor e sofrimento no passado, a partir daí viver a vida usando de mais emoção e sensibilidade vai nos permitir ter uma qualidade de vida melhor, sem essas o viver perde a graça e o sentido se tornando uma coisa mecânica e impessoal.

Ainda bem que minha paciente conseguiu entender isso e está em franca evolução, de certeza após mais algumas regressões ela vai conseguir se dessensibilizar e descobrir o melhor caminho para sua vida.

 

Related Posts with Thumbnails

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

CONSULTAS EM MANAUS