sexta-feira, 06 dez 2019
Administração

O extraordinário Jesus de ontem no ordinário Natal de hoje.

Vendo a decoração de natal em minha cidade hoje notei que na imagesCADN1KXRexuberante praça enfeitada não havia nenhuma imagem de Jesus Cristo, o grande homenageado, ou pelo menos era pra ser, refleti um pouco sobre isso e findei meio decepcionado em lembrar de como todos os natais que passei foram praticamente iguais, mudaram os locais e as companhias, mas a decoração, as músicas e as mensagens são sempre basicamente as mesmas.

Desde o início de suas pregações Jesus causou furor e controvérsia por onde passou, seja por suas ideias como por suas atitudes, francamente subversivas aos governantes da época, os romanos, bem como à seu próprio povo, que o acusava de blasfemo, talvez essa tenha sido sua uma de suas maiores qualidades, mexer com os princípios e valores de sua época, em suma, sua vida foi extraordinária.

Na condição de profeta, pensador e filósofo de sua religião fez com que os homens de sua comunidade reavaliassem suas próprias crenças e convicções, bem como afetou aqueles a quem convinha o convívio com o poder dos conquistadores e os que manipulavam o povo em seu próprio proveito. Ninguém escapou à sua influência, escravos, soldados, governantes e clérigos foram afetados por suas ideias e principalmente pelos seus exemplos.

Quando Jesus mexeu com a cabeça e os sentimentos das pessoas, chamou a atenção para aquilo que eles tinham de mais importante, já que materialmente não tinham quase nada, sue fé, suas crenças e seu senso moral. Povo profundamente religioso, os judeus cultivavam preceitos e dogmas rígidos que faziam com que a religião fosse seu maior regulador social, o que era muito bom na realidade, pois naquela época as leis como as temos hoje ainda não existiam e, se não fosse a religião talvez existisse um certo caos social.

Hoje, quando apreciamos as comemorações e troca de presentes entre amigos e famílias, numa rotina por vezes enfadonha, não temos a mínima ideia de como foi preciso um homem que abalasse os alicerces da sociedade humana de sua época para desencadear tão grandes mudanças na rotina e no cotidiano de grande parte da humanidade, e de como isso deu início a comemorações como a do natal.

Infelizmente bem pouco aproveitam a data para reavaliar suas próprias crenças e valores, deixando a data apenas como mais uma reunião familiar ou social na qual a troca de presentes é a principal característica, o que aconteceu por um motivo extraordinário findou se tornando uma grande festa ordinária, sem que a maioria das pessoas nem ao menos lembrem da motivação e do tema.

Como seria se no ocidente as comemorações fossem diferentes? e se em vez de Papai Noel se falasse mais em Jesus? Talvez não se faça isso porque a paixão de Cristo implica em lembrar seu sofrimento e isso naturalmente nos desagrada, mas de Jesus também vieram histórias e lições muito lindas, que poderiam muito bem ser relembradas, o que vocês acham?

Bem, amanhã o mundo volta ao normal, e temos que nos preparar para muitos natais ordinários ainda..

 

Related Posts with Thumbnails
Palavras-chave:, , , ,

 

ARQUIVO MORTO

AOS MEUS PACIENTES

Nos últimos 10 anos tive pacientes dos mais diferentes tipos no meu consultório: tive os agradáveis, os difíceis, os que queriam resolver logo sua vida, os que queriam apenas aliviar suas dores, aqueles que não sabiam o que queriam, os curiosos; alguns jovens, corajosos; anciãos às portas da morte, pacientes espiritualizados, céticos, cínicos, com fé demais, com fé de menos, "loucos varridos", pacientes divertidos, prepotentes, alguns amargos; todos de alguma forma doentes... de tudo: do corpo... da alma... do coração; mas todos com algo em comum, a necessidade de dividir suas dúvidas e angústias com alguém, de encontrar uma saída para suas dores e formas de acertar o que estava errado em suas vidas.

(clique aqui para ler na íntegra.)

CONSULTAS EM MANAUS